Professor Molion faz palestra nesta quinta-feira (25) em Petrolina sobre perspectivas climáticas e produção agrícola

Sindicato dos Produtores Rurais > Blog > Sem categoria > Professor Molion faz palestra nesta quinta-feira (25) em Petrolina sobre perspectivas climáticas e produção agrícola

Historicamente, o Vale do São Francisco registra em outubro os maiores valores de radiação global com a umidade relativa do ar abaixo de 55%, em Petrolina – PE e 51,5%, em Juazeiro – BA, sendo considerado o mês mais seco do ano. Mas em 2018, com a confirmação do fenômeno La Niña, que deve durar até 2019, a previsão é que chova, em outubro e novembro, não só no Vale, mas em todo Nordeste e nas regiões Sudeste, Centro-oeste e Norte.

Para falar sobre o futuro das condições climátic pesquisador da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Luiz Carlos Molion.

O evento começa às 19h no auditório da Fundação Nilo Coelho, na Rua Aristarco Lopes, 330, (próximo à Igreja Matriz – centro do município) e promete uma reflexão aprofundada com o tema ‘Perspectivas pluviométricas para o Médio São Francisco nos próximos 10 anos – vamos ver o futuro do nosso rio’.

PhD em Meteorologia e pós-doutor em Hidrologia de Florestas, o professor Molion lembra que no Vale do São Francisco o volume de chuva é muito diverso entre as regiões oeste, noroeste e sudeste, com uma precipitação anual, em média, de 700 a 800 mm. Conhecido por pontos de vista polêmico, a exemplo da declaração que fez quando afirmou que o “Aquecimento global é mito”, Molion adianta que há boas perspectivas para o semiárido nos próximos 10 anos.

“A tendência é que a situação nessa região melhore, tenha mais chuvas e o número de secas severas diminua. Eu espero que o próximo ciclo semelhante a esse que nós passamos, só volte a se repetir entre 2029 e 2034”, previu.

Para a realização da palestra, o Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR) conta com as parcerias da Ubyfol e Agropodas. As inscrições devem ser feitas através do email: sindrpetr@sprpetrolina.com.br ou ligar para (87) 3861.3510. O Sindicato ressalta que, devido a quantidade de cadeiras, as vagas são limitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *